Países importadores de ovos comerciais até julho de 2020


Como em julho os embarques de ovos comerciais atingiram o segundo menor volume desde que as informações mensais passaram a ser disponibilizadas, a alteração em relação ao rol dos dez maiores países importadores de ovos comerciais in natura (com casca) sofreu alteração mínima no acumulado de junho para julho.

A distribuição por países do volume de ovos comerciais exportados indica que Emirados, Hong Kong e Chile são responsáveis por 80% dessas aquisições externas. O grupo dos 10 maiores tem representatividade de 96% sobre o total, ficando os restantes 42 países responsáveis pelos restantes 4%.

Nesse mesmo período do ano passado os Emirados adquiriram 88% do volume comercializado externamente, neste ano reduziu sua representatividade para menos de 65%, significando uma redução anual de volume na casa dos 78%.

Diante de um plantel produtivo notadamente crescente, do excessivo volume de ovos produzidos internamente, de um consumidor incapaz de absorver todo o volume colocado no mercado e de um custo de produção que torna o valor recebido extremamente oneroso para os produtores de ovos, é preciso buscar mais efetivamente o mercado externo e suas possibilidades, mesmo nesse período pandêmico com seus obstáculos.

1 visualização

Associação Comercial dos Produtores e Usuários da CEASA Grande Rio e São Gonçalo

Irajá: Av. Brasil, 19.001 - Pav. 43 - Cab. Sul - (21) 3371-0122 / 3371-0156
Colubandê: Rodovia Amaral Peixoto Km 9,5 - Pav. E - (21) 2601-5994