Mandioca: maior demanda sustenta preços


Enquanto parte dos agricultores avança na colheita de lavouras remanescente de raízes com mais de um ciclo e meio, outros priorizam as atividades relacionadas ao plantio. Dessa forma, e também por considerarem pouco atrativos os atuais patamares de preços, muitos produtores postergaram as entregas. No geral, houve aumento na oferta de mandioca em relação à semana passada, mas o volume ainda é considerado abaixo das expectativas, segundo agentes consultados pelo Cepea. A demanda industrial, por sua vez, passou a dar sinais de aumento, uma vez que há expectativa de retomada do consumo, especialmente de fécula. A maior demanda foi determinante para o aumento dos preços, que ocorreu na maioria das regiões. De acordo com dados do Cepea, a média semanal a prazo para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 321,96 (R$ 0,5599 por grama de amido), alta de 1% na comparação com o período anterior. 

0 visualização

Associação Comercial dos Produtores e Usuários da CEASA Grande Rio e São Gonçalo

Irajá: Av. Brasil, 19.001 - Pav. 43 - Cab. Sul - (21) 3371-0122 / 3371-0156
Colubandê: Rodovia Amaral Peixoto Km 9,5 - Pav. E - (21) 2601-5994