Hortifruti: Desafios e oportunidades ao setor de HF no pós-isolamento


O período de isolamento social, devido à pandemia de covid-19, praticamente passou no Brasil e, agora, inicia-se a consolidação do distanciamento social, com maior flexibilização e programação para reabertura de bares e restaurantes. Mas, o que isso significa para o setor de hortifrúti?

Em termos de oportunidades, o produtor de frutas e hortaliças pode aproveitar este momento em que a população está mais consciente sobre a importância dos hábitos saudáveis e conectada (disposta a utilizar novos canais de comercialização), para se aproximar de seu consumidor! Confira outras oportunidades, apresentadas na edição de agosto da revista Hortifruti Brasil:

 Produtores que comercializam diretamente com supermercados e hipermercados devem ter maior facilidade de escoamento da produção;

 Frutas e hortaliças com preços mais acessíveis e com facilidade no preparo devem ser as preferidas pelos consumidores neste semestre;




 Alimentos frescos podem se beneficiar com a maior demanda por produtos naturais, menos industrializados e com apelo saudável;

 Há grandes oportunidades na venda eletrônica de frutas e hortaliças frescas, diante de um consumidor cada vez mais conectado;

 HF's certificados com Boas Práticas de Produção/Sustentáveis podem ter maior apelo, devido à sensibilidade da população ao fator saúde.

Já quanto aos desafios, produtores devem continuar atentos à restrição da renda da população e do funcionamento de alguns canais (como escolas e restaurantes), o que ainda deve limitar o escoamento de HF's fora de padrão, principalmente em momentos de maior oferta.

0 visualização

Associação Comercial dos Produtores e Usuários da CEASA Grande Rio e São Gonçalo

Irajá: Av. Brasil, 19.001 - Pav. 43 - Cab. Sul - (21) 3371-0122 / 3371-0156
Colubandê: Rodovia Amaral Peixoto Km 9,5 - Pav. E - (21) 2601-5994