Desempenho exportador das carnes em agosto de 2020


Considerado o número de dias úteis do mês, agosto de 2020 propiciou – em termos de volume – resultados melhores que os de um ano atrás: o volume/dia de carne de frango aumentou 6,69%; o de carne bovina 26,57% e o de carne suína significativos 87,5%.

Mas como este último agosto teve 22 dias úteis, um a menos que agosto de 2019, tal desempenho não se refletiu da mesma forma sobre os totais mensais. Mesmo assim, os resultados – excetuados os da carne de frango – foram significativos, pois o total mensal de carne bovina aumentou perto de 21% e o de carne suína quase 80%. Com a carne de frango o aumento de volume não chegou a 2%.

A carne de frango também segue com um preço médio quase 20% menor que o de um ano atrás. Mas desta vez não esteve sozinha, pois o preço médio alcançado pela carne bovina retrocedeu quase 4% em relação a agosto de 2019. Já a carne suína não esteve muito longe de um retrocesso, pois, a despeito da forte demanda no mercado internacional, seu preço médio em agosto deste ano aumentou menos de meio por cento em relação a idêntico mês do ano passado.

De toda forma, graças à significativa expansão nos volumes embarcados, as carnes bovina e suína registraram incremento na receita cambial – de 16% e quase 80% respectivamente. A carne de frango, por seu turno, prossegue com receita cambial decrescente. A de agosto último foi 18% menor que a de agosto/19.

1 visualização

Associação Comercial dos Produtores e Usuários da CEASA Grande Rio e São Gonçalo

Irajá: Av. Brasil, 19.001 - Pav. 43 - Cab. Sul - (21) 3371-0122 / 3371-0156
Colubandê: Rodovia Amaral Peixoto Km 9,5 - Pav. E - (21) 2601-5994