Café tem altas técnicas na manhã de 6ª feira: Setor atento à demanda na pandemia


O mercado futuro do café arábica iniciou a sessão desta sexta-feira (8) com poucas movimentações na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O mercado inicia o pregão sem grandes movimentações, após encerrar a última sessão com baixas. 

Por volta das 08h44 (horário de Brasília), julho/20 tinha valorização de 70 pontos, valendo 109,70 cents/lbp, setembro/20 tinha valorização de 65 pontos, valendo 110,75 cents/lbp, dezembro/20 registrava alta de 55 pontos, negociado por 112,55 cents/lbp e março/21 tinha alta de 30 pontos, negociado por 114,15 cents/lbp. 

Os preços do café continuam sob pressão devido à preocupação de que a queda induzida pela pandemia na economia global reduza a demanda de café. O site internacional Barchart destaca que dados divulgados nesta quinta-feira (7), mostram que as vendas de café nos supermercados nos EUA caíram 20% no mês de abril. 



Mercado Interno - Última sessão 

O tipo 6 duro teve alta de 1,71% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 595,00. Patrocínio/MG registrou alta de 1,67%, negociado por R$ 610,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 607,00. Araguarí/MG manteve o valor de R$ 600,00. Varginha/MG também não registrou variações, valendo R$ 600,00.

O tipo 4/5 teve alta de 1,68% em Poços de Caldas/MG, valendo R$ 605,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 610,00. Franca/SP manteve o valor de R$ 605,00. 

O tipo cereja descascado manteve a estabilidade em Guaxupé/MG, valendo R$ 645,00. Poços de Caldas/MG teve alta de 0,74%, negociado por R$ 680,00. Patrocínio/MG registrou valorização de 1,54%, valendo R$ 660,00. Varginha/MG manteve a estabilidade por R$ 630,00.

0 visualização

Associação Comercial dos Produtores e Usuários da CEASA Grande Rio e São Gonçalo

Irajá: Av. Brasil, 19.001 - Pav. 43 - Cab. Sul - (21) 3371-0122 / 3371-0156
Colubandê: Rodovia Amaral Peixoto Km 9,5 - Pav. E - (21) 2601-5994