Boi gordo: queda do milho melhora relação de troca; veja se cereal cai mais!

Depois de atingir R$ 62 por saca em Campinas (SP), os preços do grão no mercado interno recuaram para R$ 52; queda em abril já chega a 16,1%


Após iniciar o mês a R$ 62 por saca em Campinas (SP), os preços do milho no mercado interno recuaram. Segundo a Scot Consultoria, na semana passada, as cotações do cereal estavam em R$ 52, queda de 16,1% no acumulado de abril.

A empresa explica que essa queda expressiva aconteceu devido aos ajustes na produção pecuária, principalmente de aves e suínos, queda do petróleo, que pressionou o mercado de etanol, e boas expectativas para a segunda safra de milho no Brasil, ainda em desenvolvimento no campo.

Como o preço da arroba do boi gordo estável em São Paulo nos últimos dias e a queda do milho, o poder de compra do pecuarista em relação ao insumo melhorou. Na praça paulista, é possível comprar 3,73 sacas de milho com o valor de uma arroba de boi gordo. Na terceira semana de abril, essa relação era de 3,53 sacas de milho por arroba de boi gordo, enquanto na segunda semana do mês era possível comprar 3,34 sacas do cereal com o valor de uma arroba de boi gordo no estado.

Já em relação a abril do ano passado, a relação de troca ainda está menos favorável neste ano. O poder de compra do pecuarista frente ao milho diminuiu 9,6%, o que significa que consegui comprar 0,4 saca a menos por arroba de boi gordo.

A Scot diz que para o curto e médio prazos, o viés é de baixa para o grão no mercado interno e de oportunidades de compra do cereal. No entanto, os principais pontos de atenção são o clima, o câmbio e a evolução da demanda interna.

0 visualização

Associação Comercial dos Produtores e Usuários da CEASA Grande Rio e São Gonçalo

Irajá: Av. Brasil, 19.001 - Pav. 43 - Cab. Sul - (21) 3371-0122 / 3371-0156
Colubandê: Rodovia Amaral Peixoto Km 9,5 - Pav. E - (21) 2601-5994